toggle menu

Antidemon - Demonocidio



[ef. 6: 11-13 / ap 12: 7-12 / lc 10: 18-19]

Servos de deus
Guerreiros do altíssimo
Soberanos inflamados
De um poder sobrenatural
Sentem na pele a aproximação
Do reino das trevas
A batalha começou

Chuvas de fogo sem parar
Agonia, o massacre triunfal

Servos de deus se posicionam
O veredicto, a ordem é mortal

Principados, potestades
Dominadores das trevas
Ordenamos em nome do rei
O rei dos reis, jesus

Acorrentados, são inativos
Impossibilitados, são derrotados
Vão para o abismo, para o inferno
Para onde for determinado
Eles tentam mas não podem estabelecer
O poder é maior soberano vem de deus
Cruzam-se espadas de anjos e demônios
Valentes e rebeldes é a guerra do poder

Servos de deus
Em nome de deus