toggle menu

Ennio Morricone - Cinema Paradiso

Era uma vez
Um rasgo de magia
Dança de sombra e de luz
De sonho e fantasia

Num ritual que me seduz
Cinema que me dás tanta alegria
Deixa a música
Crescer nesta cadência
Na tela do meu caração
Voltar a ser criança

E assim esquecer a solidão
Os alhos a brilhar
Numa sala escura

Voa a 24 imagens por segundo
Meu comovida caração
Aprendeu a voar
Neste Cinema Paraíso

Que eu trago no olhar
E também no sorriso